Os bancos continuam a aumentar a avaliação que fazem dos imóveis, tendo atingido no início deste ano o valor médio mais elevado desde agosto de 2011.

Segundo o Instituto Nacional de Estatística (INE), o valor médio da avaliação bancária aumentou em janeiro 5,6% relativamente ao mesmo mês do ano passado, atingindo 1.106 euros por metro quadrado.

O Algarve mantém-se como a região mais «cara», com um preço médio 23% mais elevado (1.361 euros) do que a média do país, surgindo em segundo lugar a área metropolitana de Lisboa (1.341 euros). O Centro fica no lado oposto, com o preço médio do metro quadrado mais baixo (902 euros). A Região Autónoma da Madeira foi a única região a registar uma descida, de 0,6%, no valor da avaliação bancária (1.223 euros).

Este indicador é determinante para quem quer comprar casa através de crédito, uma vez que o valor máximo de crédito concedido e as condições associadas ao financiamento são definidos com base nas avaliações bancárias. «Regra geral, os bancos financiam até 80% da avaliação bancária, ou seja, se uma casa for avaliada em 100 mil euros a entidade financeira deverá emprestar até 80 mil euros». http://www.jornaldenegocios.pt/mercados/credito/detalhe/avaliacao-bancaria-das-casas-atinge-maximos-de-2011

A SmartPlace tem alguns bancos portugueses como parceiros, apoiando os seus clientes nos processos/pedidos de financiamento. A defesa dos interesses de quem pretende adquirir imóveis com recurso a crédito é assegurada por uma mediação responsável, na escolha do imóvel mais adequado às necessidades do futuro proprietário, mas igualmente por consultadoria e acompanhamento na procura das condições de financiamento mais favoráveis.

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será público.