A Câmara Municipal de Gaia acabou de anunciar um investimento de 300 milhões de euros no centro histórico. Deste Quadro de Investimento inteligente 2016-2018, em que 220 milhões de euros caberão a investidores privados e 100 milhões de euros serão de verbas públicas, faz parte o projeto de uma residencial para estudantes universitários.

A par da valorização da dinâmica do centro histórico com outros investimentos ligados ao vinho do Porto e ao turismo, nomeadamente alojamentos turísticos e restaurantes, a autarquia pretende concretizar uma mudança, dando-lhe “vida para além do normal, com instalação de indústrias criativas e projetos culturais e de lazer”.

Além de novas edificações, está prevista a reabilitação de espaços e edifícios emblemáticos, bem como reconstruções de unidades produtivas do Vinho do Porto.  A ligar todos os investimentos, estará subjacente um conceito único, traduzido no projeto «Cidade do Vinho». https://www.publico.pt/pesquisa?q=alojamento+universit%C3%A1rio

A SmartPlace defende a valorização e dinamização dos centros históricos, através da reabilitação de edificações, para o que procurou estabelecer parcerias estratégicas com a Câmara Municipal da Covilhã e a Universidade da Beira Interior.

Como noutras cidades da Europa, o arrendamento e venda de imóveis a estudantes universitários em Portugal poderá ser determinante para reavivar os centros históricos das cidades onde estão implantadas instituições de ensino superior.

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será público.