A partir deste mês de outubro, as prestações dos clientes com créditos à habitação indexados a taxas de juro variáveis (Euribor) vão ficar mais baixas. As taxas Euribor têm estado em valores negativos desde há quase dois anos e a subida ligeira em agosto não chegou a encarecer as mensalidades pagas aos bancos.

Segundo os cálculos realizados pela Deco/Dinheiro&Direitos, «um cliente com um empréstimo no valor de 150 mil euros a 30 anos, indexado à Euribor a seis meses com um spread (margem de lucro do banco) de 1%, vai passar a pagar 463,88 euros a partir de outubro», ou seja, menos 2,15 euros do que o que era pago desde abril, data da última revisão. Um cliente com um empréstimo indexado à Euribor a três meses pagará 460,13 euros, ou seja, menos 0,07 euros do que o valor pago desde julho, mês em que tinha sido feita a última revisão.

As taxas Euribor são fixadas pela média das taxas a que um conjunto de 57 bancos da zona euro (em que se inclui a Caixa Geral de Depósitos) está disposto a emprestar dinheiro entre si, no mercado interbancário. Em Portugal, a grande maioria dos contratos de crédito à habitação usam taxas de juro variáveis, sendo a Euribor a seis meses o indexante mais usado, seguido da taxa a três meses. http://www.jornaleconomico.sapo.pt/noticias/prestacao-da-casa-pode-baixar-a-partir-deste-mes-214893

A SmartPlace acompanha os clientes na procura das melhores condições de crédito à habitação. Para tal, os seus responsáveis estão sempre informados sobre o mercado financeiro e mantêm relações estratégicas com entidades bancárias, parceiros estratégicos no âmbito de um conceito de serviço total e plena satisfação do cliente comprador.

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será público.