O interesse internacional pelo imobiliário português atingiu em 2016 uma dinâmica particularmente positiva, superior à registada nos três anos anteriores. Daí que Portugal tenha sido considerado pelo segundo ano consecutivo, no relatório Emerging Trends in Real Estate Europe, anualmente elaborado por Urban Land Institute e PricewaterhouseCoopers, o sétimo melhor destino para investimentos imobiliários da Europa.

O boom no turismo foi o principal fator na evolução de Portugal como país cosmopolita, que atrai investimento externo. Lisboa «já é a cidade que a maior parte das pessoas ainda não visitou, mas quer visitar» e o Porto «irá ganhar esse estatuto». Mas há muitas outras cidades e regiões com enorme potencial que ainda não foram devidamente promovidas e que poderão contribuir decisivamente para o crescimento do turismo em Portugal.  http://www.jornaleconomico.sapo.pt/noticias/ha-sempre-um-risco-104970

A SmartPlace assume como desafio a promoção/reserva de alojamentos locais nas terras beirãs, procurando contribuir para que figurem cada vez mais como destinos no mapa da procura turística a nível nacional e internacional. Desta afirmação, resultará mais desenvolvimento do mercado imobiliário, dos territórios e das gentes, que tão bem sabem receber.

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será público.